Não vejo quase ninguém comemorando. Tá certo, sou suspeito para falar, mas devia ser uma data muito especial, pra todo mundo.
Afinal, só pra começar, sem elas não haveria ar pra respirar.
Não haveria madeira pra construir.
Nem fruta pra comer.
Nem papel pra escrever.
Imagina o mundo sem árvore?
Pois é, seria feio demais (se é que conseguiríamos viver nele para ver como seria).
Para homenagear essas gigantes senhoras da natureza, os maiores e mais antigos seres vivos do planeta, essenciais para nossa sobrevivência, estão as fotos de uma linda árvore do cerrado brasileiro. A Couepia grandiflora, mais conhecida como fruta de Ema. 

Durante dois anos fiz a arborização do condomínio Jardim Botânico em Barretos. Quando chegamos só havia duas ou três árvores em todo terreno e o resto era pasto. Logo de cara, ela impressionou demais, foi a primeira foto que tirei assim que saí do carro depois de viajar quase 6 horas.

coupeia.1 (2)

A cada quinze dias eu voltava e ela era o ponto de referência, estacionava perto dela e sua sombra era o único lugar pra descansar daquele sol louco de Barretos.
Aí começaram as obras, a churrasqueira, a quadra, o parquinho. Tudo foi projetado em volta dela e ela virou o centro social do condomínio.

coupeia.3 (2)

Ao longo dos anos tive a alegria de acompanhar ela dando flores.

coupeia.flor (2)

E depois seus frutos.

coupeia.7 (2)

Mas o que encantava mesmo era entrar debaixo dela e admirar os galhos retorcidos, testemunhas dos séculos, tá tudo lá, naqueles galhos. 
Quantas queimadas ela não aguentou? Quantas emas, quando o Brasil tinha emas soltas, não comeram seus frutos naquele cerradão?

coupeia.5 (2)

E ela ainda lá, vendo o tempo passar, agora com um condomínio em volta, com mais de mil árvores fazendo companhia, ela continua a mais importante.

E a saga não terminou. Suas sementes foram colhidas e mudas foram feitas em nosso viveiro. Crescem firmes, fortes e muito lentamente, como é típico da espécie. Um dia vão contar a história da mãe em algum lugar, enfeitar outros jardins e assim se preserva uma espécie.

coupeia.muda (2)

Parabéns a ela e todas as maravilhosas árvores do Brasil e do mundo. A gente tem que lembrar sempre, não só hoje, a gente precisa de água. Precisa de sombra e de ar puro e fresco. A gente até vive sem dinheiro, sem carro, sem celular, sem casa, sem roupa, sem um monte de coisa. Sem árvore, não!
Tem que parar de derrubar, tem que parar de cortar, bora plantar!